Nesta quinta-feira (25), foi realizada a abertura do principal evento de moda do Estado: o Estilo Moda Pernambuco. Contando com uma programação diversificada, abordando o tema ‘Moda 4.0’, segue até 29 de julho promovendo não só a moda produzida e comercializada no Moda Center Santa Cruz, mas gerando conhecimento fundamental para toda a região.

A abertura foi realizada na Arena do Entretenimento e contou com presenças de várias autoridades, entre elas deputados, prefeitos e representantes de várias entidades. Com a apresentação da digital influencer Nedja Alves, falas do síndico do Moda Center, José Gomes Filho, do prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), e do secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco, Bruno Schwambach, resumiram a importância do EMP 2019.

Sindico José Gomes Filho abriu a fala das autoridades

“Tivemos ideia de dar o tema Moda 4.0 ao EMP para despertar nas pessoas o que está por vir: as novas tecnologias, as novas maneiras de se produzir e como vender nossos produtos. Durante todos esses dias, teremos todas essas novidades”, pontuou o síndico (foto acima).

“O EMP veio para mostrar toda a tecnologia que você pode empregar dentro da sua indústria, no seu produto. Nada mais justo de termos um evento como esse e gostaria de parabenizar a todos esses que investem nessa inciativa”, frisou o prefeito.

“Para onde ando no Estado, tenho levado o exemplo daqui, de como vocês se estruturaram, se organizaram nessa cadeia produtiva que dá trabalho e renda a várias famílias. É um exemplo de como se dar as mãos e se organizar. Fico muito feliz de termos essa vitrine, que mostra o trabalho de um ano inteiro”, destacou  Bruno Schwambach. 

Após a solenidade, foi realizado o Talk Show “Moda para o agora”, com a blogueira de moda, com destaque internacional, Camila Coutinho. Entrevistada pela jornalista, apresentadora e digital influencer, Viviane Rolemberg, Camila abordou sobre como canalizar os desejos do consumidor e construir valor para negócios de moda em tempos digitais.

Camila Coutinho (a direita), sendo entrevista por Viviane Rolemberg

“A moda está em todo lugar e hoje não existe mais geografia. O mundo está cada vez mais globalizado e todos tem acesso a mesma informação, tudo ao mesmo tempo. A moda representa essa revolução e estar atento a isso, ao que o consumidor deseja, o que ele quer para si, é tudo”, disse Camila.

Estandes – Em seguida, o público visitou estandes das marcas: Aplicativo Vende Moda, Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (ASCAP), Audaces, CEAPE-PE, Claro, Coleção Têxtil, Grupo DCDN, DSI/EPSON, Febratex Group, Matesb Malhas, Nanete Têxtil e Unipeças/Epson. Pelas marcas, foram expostas as novidades sobre tecnologia, serviços e produtos voltados para moda e economia do Polo de Confecções.

Outra novidade conferida de perto pelo público foi a Planta de Confecção 4.0 do Senai CETIQT, que veio do Rio de Janeiro especialmente para o evento. Nela, foram apresentados equipamentos e processos que estão apoiando as indústrias no processo de modernização, rumo a nova revolução industrial.

OS DESFILES

Na Arena da Moda, foram realizados os desfiles das marcas: Makital, Scaven, Pele Bronzeada, John Cunningham, Spertos, Acqualara, Nanete Têxtil, Joggofi, Rota do Mar, Pietà e Iska Viva. O local ficou lotado e o público conferiu de pertinho cada uma das coleções. 

Makital – Abrindo os desfiles, a marca trouxe para o público um desfile conceitual. Com tema “O maquinário”, ela abordou a evolução da história das máquinas, contada pelos personagens que protagonizam esse processo, desde os costureiros até o comprador final. O desfile da Makital foi realizado em parceria com o curso de moda do Senai Santa Cruz, que trouxeram aos looks dos modelos acessórios produzidos com peças de máquinas de costura. 

Scaven –  Na passarela, a marca trouxe peças com a pegada street e modelagens mais relaxadas, inspiradas em artistas urbanos. Utilizou tecidos como o moletom mescla, brim aveludado e meia malha, dando um tom mais invernal as peças. 

Pele Bronzeada – Durante seu desfile, a marca lançou a linha de produtos com foco no Verão 2020. Com nome “Moda Beach”, a coleção trouxe peças com recortes geométricos e cores com tons solares, inspirados no Egito.

John Cunningham – A marca trouxe a passarela peças da coleção “No (B)Orders” ou “Sem Fronteiras/Sem Ordens”, com proposta na quebra de paradigmas sociais e comportamentais. Confeccionadas em tecidos como algodão, moletom, couro sintético e sarja, trazem estampas ousadas aliando tie-dye artesanal, desenhos animados, reinterpretações do grafitti entre outras tendências.

Spertos – Trazendo modelagens ergonômicas e funcionais, a marca trouxe para a passarela artigos da coleção Ath-luxury. Inspirada nos conceitos de bem-estar e na união do atlético com o lazer, combinou cores como o preto, cinza, vinho e tons de rosa, aliado a estampas com lettering e ombré, com muita poliamida fosca, poliamida com efeito cirré e telas em poliamida. 

Acqualara – Com cartela de cores fortes e marcantes, a marca trouxe para passarela produtos focados para o Verão 2020. De nome “Acquatropical”, a coleção apresentou ao público elementos como o calor, a água, texturas e curvas, aliando estampas cheias de brasilidade, natureza e tropicalismo.

Nanete Têxtil – Sétima marca a entrar na passarela, trouxe um desfile conceitual com as últimas tendências em tecidos para o Verão 2020. Aliando a sensualidade com o conforto, trouxe cores que vão da paleta primária aos tons terrosos. As bases usadas foram a viscose, o finesse, jacquards e transparências.

Joggofi – A marca trouxe para a passarela a coleção “Color Sensation”, que apresentou ao público uma explosão de cores como instrumento de expressão e personalidade humana. Entre os principais conceitos da coleção estão a irreverência da juventude e a transgressão e ousadia de subverter padrões.

Rota do Mar – Buscando inspiração no mar, a marca trouxe para passarela do EMP várias peças de sua coleção Verão 2020. Com forte discurso de sustentabilidade, elas provocaram no público uma reflexão sobre o lixo descartado, de maneira inadequada, em nossos litorais. As peças também mostraram tecidos leves, estampas que refletem a fluidez dos mares e um mood color block.

Pietà – Veterana em eventos de moda, a marca trouxe para a passarela muito glamour e tendências tropicais. Em suas peças, tecidos leves como a viscose e mais pesados como o linho; além do comprimento pantacourt, que foi um dos favoritos em seus macacões e macaquinhos. Também não abriu mão das cores vibrantes, presentes em saias, shorts e blusas. 

Iska Viva – Encerrando os desfiles, a marca trouxe, com muito alto astral e samba, a proposta de moda como ferramenta de inclusão e de fim as diferenças. Dentre as modelos, uma cadeirante e uma com síndrome de down, que atestaram essa característica de muita brasilidade e diversão. O mix de estampas trouxe muitas folhagens e motivos tropicais.

Transmissão ao vivo – Quem não pode ir à abertura do EMP, não ficou de fora de todos os detalhes. Uma grande equipe foi montada para a transmissão pelas redes sociais do Moda Center e do Estilo Moda Pernambuco, sendo comandada por Viviane Rolemberg e pelo digital influencer e blogueiro de moda, Rodolfo Alves. Juntos, eles trouxeram toda a movimentação e bastidores do evento, além dos comentários sobre os desfiles feitos pela consultora de imagem e estilo, Rachel Plutarco, e pela consultora para negócios de moda, Raysa Caminha. 

Encerrando a programação de abertura do Estilo Moda Pernambuco, foram realizados dois shows culturais. Subiram ao palco, montado na Arena do Entretenimento, a revelação do forró, Raphael Moura, e a banda expoente do ska em Pernambuco, Howay.

Raphael Moura
Banda Howay

O EMP 2019 é patrocinado pela AD Diper (Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco) / Secretaria de Desenvolvimento Econômico / Governo de Pernambuco, Audaces, CEAPE-PE, Certec Locações, Claro, Coleção Têxtil, Grupo DCDN, DSI/EPSON, Etical Etiquetas, Febratex, Madelar, Matesb Malhas, Nanete Têxtil, Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, Treeking e Unipeças/Epson.

A quarta edição do evento conta, ainda, com apoio da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (ASCAP), CDL Santa Cruz, Hotel Moda Center, Rede.Com, Santa Cruz Charm Hotel, Senai, Sebrae, Sign Digital e Transbraz.