O Moda Center Santa Cruz escolheu Moda 4.0 como tema do Estilo Moda Pernambuco (EMP) 2019 porque é um conceito derivado de outro que está presente e vem ganhando cada vez mais força nos últimos tempos: o da Indústria 4.0. Em breve, as confecções terão capacidade de controlar os módulos da produção de forma autônoma, ganhar em produtividade, substituir processos repetitivos por tecnologias, implantar processos mais customizáveis, entre outros benefícios.

Para levar ao seu público informações sobre o assunto, o EMP 2019 convidou Flávio da Silveira Bruno, professor, pesquisador da área de engenharia e autor do livro “A quarta revolução industrial do setor têxtil e de confecção: visão de futuro para 2030”. Ele apresentou, ontem (26/7), segundo dia do maior evento de moda de Pernambuco, a palestra “O futuro da indústria da moda”.

Flávio abordou as três revoluções industriais, a evolução da moda e dos tecidos que rompem estruturas primitivas de conhecimento, além de destacar exemplos de como o ser humano pode potencializar a produção com uso correto da tecnologia. 

“Essa quarta revolução usa muito do celular, que está nas mãos de qualquer consumidor. É uma tecnologia de produção completa, que interfere no projeto dos produtos através de seus aplicativos e de outras funções. É algo que foi produzido por nós e que devemos criar nela novas utilidades, uma marca dessa Indústria 4.0, que liga tudo: as máquinas entre si e elas as pessoas”, disse.

pós a palestra, o público conferiu as novidades que 11 marcas que participam do EMP 2019 prepararam para o verão 2020. A noite contou com os desfiles da Brytch, Camboriú, Coletivo Criativo, Josh, Laluka, Marands, Maryb, Michelle Lingerie, Onda Blue, Patota D’água e Samkara.

Primeira a entrar na passarela, a Michelle Lingerie abriu a seção de desfiles apresentando sua nova coleção com o objetivo de inspirar mulheres a se orgulharem de suas histórias e lembrá-las de que elas podem conquistar seus sonhos e vencer os desafios da vida. As peças mostradas ao público aliavam combinações de texturas, com muita renda, brilho, tule e florais. Dentre a cartela de cores, predominaram o verde militar, o preto e o marrom.

Especializada em moda praia, surf e street wear, a Onda Blue trouxe em seu desfile o tema “Festa na Ilha”, com peças que aliavam motivos tropicais com aplicações, folhagens e desenhos geométricos. Dentre os tecidos escolhidos estão o tactel com elastano, a lycra e o algodão, com paleta decores predominando o preto, o branco, o verde e o dourado.

Inspirada na canção “Ela”, de Gilberto Gil, a Samkara apresentou peças com cores em tons sóbrios e quentes, passeando por tendências como o ‘tie dye’ e materiais rústicos, como o linho, e diversas peças com estampas florais trazendo um novo frescor para a estética clássica, característica forte da marca.

Quarta a entrar na passarela, a Patota D´Água desfilou produtos da coleção “Sunshine”, com foco no Verão 2020. Abusando das cores rosa, amarelo e laranja, a marca aliou o uso de lisos e degradês, recortes estratégicos, babados e transparências junto a padronagens tropicais exclusivas, gerando um composê de estampas e trazendo personalidade a bodies, biquinis, saídas de banho, tops e shorts.

Especializada em jeans, a Josh mostrou na passarela peças masculinas e femininas, que aliavam muita versatilidade na composição dos looks. Entre elas: calças, shorts, jaquetas, croppeds e uma linha exclusiva de calçados personalizados. A proposta da marca foi provocar o público, aliando o estilo formal ao casual, com uma pitada de destroyed, do escuro ao quase branco.

Brytch Power Jeans foi a sexta a entrar na passarela do EMP. A sua ‘Sea Treasures’ (Tesouros do Mar), que trabalha tons e texturas naturais seguindo a trend native, que aposta na leveza, sem perder a pegada power. A marca apostou no off white e diversificou com novos produtos. O desfile contou com a presença vip da modelo e digital influencer, Maysa Barros, embaixadora da marca.

Camboriú apresentou ao público os produtos da coleção “Cantos do Brasil”. Ao som de “Aquarela do Brasil”, interpretada pela sambista Gabi do Carmo, a marca mostrou peças produzidas com estampas aquareladas exclusivas, inspiradas em paisagens e elementos tropicais da fauna e da flora brasileira. Uma das que tiveram mais destaque foi a calça mágica, que comprime, modela e disfarça imperfeições.

Na sequência, o desfile apresentado pelo Projeto Coletivo Criativo trouxe 20 looks formados com peças de 36 marcas de pequenos empreendedores que comercializam em boxes do Moda Center Santa Cruz. Uma miscelânea de tendências foi mostrada, emocionando o público.

Trazendo ao público a batida do maracatu, som instrumental e homenagem a Honorina Bernardino, uma das pioneiras da confecção em Santa Cruz, a Laluka apresentou uma prévia da coleção “Mãe inspiradora”. Na passarela, mostrou peças em linho, viscose e renda artesanal. Estampas de palmas e lírios intercaladas com coresoff white, rosé e cru estavam presentes em vestidos curtos e longos, macacões e macaquinhos, além de vestidos midi com detalhes assimétricos e com renda artesanal.

Penúltima a desfilar, a Maryb, especializada em moda praia, apresentou a coleção “Traços de Nações”, fazendo referência às origens e etnias do povo brasileiro. Em suas peças, cores e tons terrosos, aliados a estampas com pinturas corporais e em seres sagrados do ponto de vista religioso. Além de elementos tropicais, os biquínis e maiôs trouxeram as amarrações, cós trabalhados e a tendência de um ombro só.

Fechando os desfiles da noite, a Marands apostou forte no casual com a pegada elegante do NavyStyle americano. Sua coleção “Navy Marands” trouxe elementos praianos como cadeiras e guarda-sóis na cenografia para desfilar peças em viscose, tricoline, meia malha, brim, moletom e malha canelada, com predominância de tons vermelhos e azuis. Entre as novidades, modelagens com recortes diferenciados, estampas e aviamentos exclusivos. A marca contou com a presença do modelo e ator Felipe Roque.

Depois dos desfiles, o público conferiu a apresentação de Fábio Xavier e Pavio de Candeeiro (Santa Cruz do Capibaribe/PE).

WORKSHOPS – Durante a tarde, foram realizados dois dos oito workshops oferecidos pelo EMP 2019 na Arena do Conhecimento, montada ao lado do Centro de Eventos do Moda Center Santa Cruz. O primeiro deles foi ‘Branding – Usando a ferramenta BrandKey no planejamento da gestão das marcas’, que teve início às 14h30 e foi ministrado pelo doutor em design com experiência em consultoria de projetos de naming e identidade visual, Emílio Augusto.

O segundo workshop, ‘Descomplicando o Marketing  – Como se destacar nas redes sociais’ teve início às 16h30, sendo ministrado pelo professor e especialista em marketing pela CESREI-PB, Ailson Ramalho Costa. Ambos tiveram uma boa participação de público, com aproximadamente 150 pessoas no total. 

Neste sábado (28), a programação contará com uma conversa sobre “O futuro do comércio de moda” com o youtuber e especialista em vendas no atacado, Felipe Leão. Depois do talk show, é a vez de conferir os desfiles da AB&C, Abiga, Areia Molhada, Iska Viva, Marands Kids, Mavem, Neogênese (by Cleber Lima), Peixote, Rastro Ativo, Siri Limão e Zuzinha Kids mostram o que estão preparando para o verão 2020.

O EMP 2019 é patrocinado pela AD Diper (Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco) / Secretaria de Desenvolvimento Econômico / Governo de Pernambuco, Audaces, CEAPE-PE, Certec Locações, Claro, Coleção Têxtil, Grupo DCDN, DSI/EPSON, Etical Etiquetas, Febratex, Insole Energia Solar, Madelar, Matesb Malhas, Nanete Têxtil, Prefeitura de Santa Cruz do Capibaribe, Treeking e Unipeças/Epson.

A quarta edição do evento conta, ainda, com apoio da Associação Empresarial de Santa Cruz do Capibaribe (ASCAP), CDL Santa Cruz, Hotel Moda Center, Rede.Com, Santa Cruz Charm Hotel, Senai, Sebrae, Sign Digital e Transbraz.